Tema da Semana

O desaparecimento de Dom e Bruno e o ponto de não retorno para a Amazônia

A demora ou descaso das instituições em tomar providências protetivas a Bruno e aos indígenas da região não é uma fatalidade. É sintoma de um projeto de segurança pública que se nega a atuar no enfrentamento à criminalidade ambiental e, consequentemente, fortalece o narcotráfico que tanto afirma querer combater

David Marques, Aiala Colares de Oliveira Couto e Betina Barros

No dia 8 de março, nem tanto a comemorar

Dados apresentados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que a violência contra meninas e mulheres segue em padrões elevados (e subnotificados) no Brasil, com pelo menos três casos de feminicídio e 144 estupros a cada dia

Amanda Lagreca e Betina Barros

É preciso falar sério sobre armas de fogo e homicídios

A mera presença de armas na sociedade não pode ser considerada um fato gerador de homicídios, mas, ao ser associada a outros fatores sociais, impulsiona eventos letais e delituosos

Ivan Marques

A César o que é de César

Análise cuidadosa das dinâmicas estaduais permite entender melhor a queda dos homicídios em 2021, com cinco estados sendo responsáveis por 64,8% da redução. Importante reconhecer que parte importante destes resultados se deve a diferentes governos estaduais que apostaram em políticas públicas de segurança baseadas em evidências

Arthur Trindade M. Costa

Edição N.126

Tema da Semana

Queda do número de homicídios exige cautela

Causas da diminuição da quantidade de assassinatos estão mais ligadas a políticas públicas locais e regionais, a tendências demográficas e à dinâmica própria do crime organizado do que a um suposto plano nacional de combate às mortes violentas

Betina Warmling Barros e David Marques

Perspectivas para a Segurança Pública em 2022

As instituições continuarão sendo postas à prova. Que nossas lideranças políticas, autoridades judiciais e comandantes de polícia tenham a serenidade e firmeza necessárias para atravessarmos o ano!

Arthur Trindade M. Costa

Balsas no Rio Madeira: o que há de novo

A Amazônia precisa combater a criminalidade organizada, mas também necessita de propostas de desenvolvimento que olhem para os potenciais da região, gerando bem-estar para as populações

Ana Carolina Haliuc Bragança

Ainda sobre a (des)militarização das polícias

A desmilitarização refere-se ao grau de diferenciação das polícias em relação ao campo militar. Para isso, é necessária a construção de uma identidade profissional própria. Em certa medida, a desmilitarização implica a profissionalização das polícias

Arthur Trindade M. Costa

Newsletter

Cadastre e receba as novas edições por email

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

EDIÇÕES ANTERIORES