Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Lutas por reconhecimento e os indicadores de racismo e lgbtfobia no Brasil em 2021

As lutas LGBTQI+, negra e indígena obtiveram êxitos distintos em cada setor de política pública. Tais populações alcançaram a formalização de seus direitos na letra da lei, com reivindicações por reconhecimento dos três movimentos

Dennis Pacheco*

Edição N.150

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Os crimes patrimoniais no Brasil: entre novas e velhas dinâmicas

A digitalização das finanças, de serviços e do comércio, especialmente impulsionada durante o período pandêmico, contribui com a formação de um ambiente propício ao desenvolvimento de modalidades criminais que exploram vulnerabilidades nesses
segmentos

David Marques* e Amanda Lagreca

Edição N.149

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

A queda das internações de adolescentes a quem se atribui ato infracional

O decréscimo de adolescentes internados atinge todo o país. Das 27 Unidades Federativas, 26 apresentam patamar negativo na variação da taxa de internações, com valores que variam entre -66,2% (Bahia) e -4,1% (Mato Grosso), considerando o período entre 2018 e 2021

Betina Barros* e Thais Carvalho

Edição N.149

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Morte de policiais: números que retratam caminhos muito mal elaborados de nossa sociedade

Uma das mudanças introduzidas pela PMESP foi a implantação de câmeras corporais, que teria reduzido as mortes decorrentes da
intervenção policial

Alan Fernandes*

Feminicídios caem, mas outras formas de violência contra meninas e mulheres crescem em 2021

No Brasil, uma mulher é vítima de feminicídio a cada 7 horas, o que significa dizer que ao menos 3 mulheres morrem por dia no país por serem mulheres

Juliana Martins*, Amanda Lagreca e Samira Bueno

Edição N.148

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Violência sexual infantil: os dados estão aqui, para quem quiser ver

Crianças e jovens estão cada vez mais conectados pelas mídias sociais, o que representa um risco em potencial

Luciana Temer*

Amazônia como síntese da violência extrema

Os principais grupos criminosos da região atuam como síndicos da Amazônia, administrando a vida das pessoas, da economia e dos territórios por eles controlados

Samira Bueno e Renato Sérgio de Lima

Edição N.147

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Há uma porta de saída para o sistema prisional?

O funil de investimentos nas polícias, no sistema penitenciário e nas políticas para egressos nos estados brasileiros

Plataforma Justa*

Edição N.146

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Uma década e mais de meio milhão de vítimas da violência sexual

O dado que historicamente mais choca quando analisamos os registros de estupro e estupro de vulnerável no Brasil é a idade das vítimas, pois, desde que dispomos de dados nacionais sobre o fenômeno, crianças e adolescentes representam a maioria das vítimas

Samira Bueno*, Isabela Sobral, Marina Bohnenberger, Amanda Lagreca, Juliana Martins, Iara Sennes, Thais Carvalho e Talita Nascimento

Edição N.146

Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2022

Os dados recentes sobre suicídios de policiais

Mensagens messiânicas que invocam o papel dos policiais na luta contra o “mal” lançam-nos em ações arriscadas, em que o saldo de vidas perdidas, de qualquer lado do cano de um fuzil, é resultado aceitável. Não deve ser!

Alan Fernandes*

Na contramão da recuperação econômica: segurança privada volta a perder postos de trabalho em 2021

Diretamente ligada a uma economia forte e não à alta dos índices de criminalidade, a atividade voltou a ter queda no número de empregos, confirmando um cenário extremamente negativo dos últimos anos

Jeferson Furlan Nazário *

Newsletter

Cadastre e receba as novas edições por email

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!

EDIÇÕES ANTERIORES